"Nestas impressões sem nexo, nem desejo de nexo, narro indiferentemente a minha autobiografia sem fatos, a minha historia sem vida. São as minhas confissões, e, se nelas nada digo, é que nada tenho que dizer." Bernardo Soares

Aviso das Imagens

P.S. informo que todas as imagens aqui postadas foram retiradas da net, caso sejam de sua autoria por favor informe que darei os devidos créditos e caso não deseje a postagem a mesma será retirada.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

pensamento do ano de 2011....

Da Novela Morde e Assopra  (Transcrito por Monica Alexandrino)

A vida é assim...
As vezes ela morde, as vezes assopra
Quando ela morde tudo fica mais difícil
Ai acontece uns desencontros,
Os amores se rompem
E aí vem o sopro da vida, que é aquela brisa boa de paz,
E aí tudo dá certo...
O importante é viver tudo,
O difícil e o fácil da vida.
O que for simples a gente aproveita
O que for complicado a gente resolve
É muito bom viver!
E fica melhor ainda se a gente tem um grande amor.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

cumplicidade...

Quando podemos dizer que existe cumplicidade?
Palavra ambígua, mas que carrega muita responsabilidade, sentimentos e harmonia.
Aliás devemos perguntar o que realmente é cumplicidade.
Você já parou para pensar se conhece a cumplicidade?

No dicionário significa:
s.f. Ato ou qualidade de cúmplice; participação num crime, num delito.
Conivência, entendimento.

Participação em um crime ou delito...
Pergunto?
O amor é um delito?
O nosso comparsa é um cúmplice?
Acredito que sim...
Amo de forma simples.
Sorrisos marotos, dos olhos azuis que me prendem.
Não tenho vontade nem necessidade de fugir.
Meus cabelos se enroscam em seus dedos.
Suas mãos passeiam por minha pele morena...
Seus beijos desbravam os obstáculos de meu corpo e de minha mente,
Sinto-me inteira entregue a você.
De forma abrupta ingressou em meu coração.
A cumplicidade é algo que se sente, vive, incorpora e domina os amantes.
Nesse momento esquecesse qualquer desavença ou problema.
Quando se entrega a cumplicidade passamos a entender o que se passa no outro.
É pacto, silencioso, incauto e dominante, que vale mais que “trocentas” palavras
Hoje, sinto seu calor, penso em você com dedicação e vivo intensamente o seu amor.

terça-feira, 22 de novembro de 2011

“Sim, pode acontecer de uma hora para outra: a vida como a conhecemos pode mudar em um piscar de olhos. Amizades improváveis podem florescer, carreiras importantes podem ser deixadas de lado, uma esperança há muito perdida pode ser renovada. Ainda assim, nós devemos ser gratos por quaisquer mudanças que a vida possa nos trazer, porque em breve chegará o dia onde não mais haverão mudanças.”

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Orgulho X Egoísmo X Verdade Absoluta

Três adjetivos, qualidades, defeitos ou características das piores possíveis.
Ao serem pronunciadas viram motivo de guerra.
Muitos dizem que o orgulho impede de ver o medo.
Acredito que o egoísmo impede de aceitar a forma com que outras pessoas vêem o mundo.

E TODOS ACHAM QUE A SUA VERDADE É ABSOLUTA E REAL.

Sinceridade?
Ao meu ver tudo de torna uma anarquia sem fim!
Ainda hoje, a anrquia é adotada pelos adversários interessados em distorcer a verdade.
O homem como todos os seres vivos, se adapta às condições em que vive e transmite seus hábitos adquiridos.
Não pensa em mudar ou analisar qualquer fato ou palavra...
Esquece-se de um velho ditado:

“Há três coisas na vida que nunca voltam atrás: a flecha lançada, a palavra pronunciada e a oportunidade perdida”

Constantemente nos deparamos com duas oportunidades perdidas: a de se calar e a medir a palavra pronunciada.
Não é um mero pedido de desculpas que irá submergir com os sentimos e receios instaurados.
É necessário pensar, ceder e ouvir também.

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Infiltrações, vontades e teste de gravidez...

Meu “namorido” é um santo.
É...mas ele não pode saber disso, caso contrario com certeza vai inflar tanto que vai voar igual a balão com gás hélio.
Estamos tendo problemas com apartamento que só está dando para andar de bote tamanha é a quantidade de infiltrações no imóvel. Na verdade estão mais para cachoeiras do que goteiras. Estamos tentando ver se devolvemos para imobiliária sem pagar multa....
Fico nervosa, agitada com a situação do imóvel... e ele com aquela calma... parece que nada o abala, nem a porcaria da cozinha com os utensílios passeando de um lado para o outro, boiando como sobreviventes de um naufrágio. Com tanta água assim, já já eu crio bolor e mofo!
Mas tirando isso... tem dias que o menino merece um aperto na bochecha...
No meio de toda essa loucura, água, panos e baldes, ele resolver namorar....
No meio do carinho me dá uma vontade de sorvete de maracujá... kkkkk
Não tinha outra hora não né dona Gabrielly????
Vontade é algo com que não se briga...
- “ moooo.... mozinhoooooo”
- “que é morena?” (de morena eu não tenho nada.... mas ele só me chama assim – tão fofo!!)
- “quero sorvete, de maracujá ou limão:”
- “ aaafff.... olha hora mozinho”
-“ mas eu quero” ( e ainda faço cara de menina pidona ás 22 horas, sempre funciona)
Nisso meu douto marido levanta da cama, veste bermuda e blusa e vai à PQP atrás do bendito sorvete.
Passado 20 minutos ele chega com um teste de gravidez.
- “Ué, cadê sorvete? “
- “ Vai fazendo o teste que o sorvete eu vou comprar”
Hummm.... só porque na noite passada eu quis coxinha, no outro dia, quis cachorro quente e hoje queria sorvete de maracujá...ele me aparece com isso. Tá bom.... vou fazer o bendito teste.
Enrolei-me toda com o teste, a fita caiu no chão, fazer xixi em pote menor que uma xícara de café e ainda esperar 5 minutos para o resultado foi um suplico para a bem coordenada morena que vos escreve. Ohhh 5 minutos que não passava nunca!
Sim... Respondo aos pensamentos de vocês leitores... fiz lambança... caiu “pixi’ no chão e tive que tomar banho enquanto aguardava o resultado.... kkkkkkkkk
Nesse meio tempo o “namorido” chega mais agoniado que a pessoa desastrada que aqui vos fala.
E fica perguntado o que deu, e aí! O que deu esse teste de gravidez?
P*¨&Y$#...
CAR((*&¨&%$$% ...LHO quem tem que ter a maior preocupação sou eu....
Para de apressar, de me pressionar oras....
Depois da famosa manha e suspense, digo á ele onde está a fita com o resultado de 1 tracinho...
Claro que o resultado foi negativo, o antimenino funciona.... kkkkk
Ainda sim, consegui mais um acidente de percurso... derrubei sorvete na cama, e no lado dele! ( o meu ficou sequinho)
Claro que não ia perder a oportunidade de ser dengada pelo susto de “menino á vista” que não passou de mera expectativa frustrada.
Bom... pelo menos posso continuar tendo minhas vontades gastronômicas sem preocupação!
Nisso... Percebo a chuva chegando, e minha maior preocupação volta a ser a cachoeira particular em nosso lar.

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

o ciúme dorme ao lado!

Ciúmes é o terror de todo relacionamento!
Não ... ele não mora ao lado... ele mora da cabeça que dorme ao lado...
Eu que o diga... ando sentindo na pele o ciúmes do companheiro.
Quando iniciamos um relacionamento não podemos esquecer que junto com a pessoa amada vem o seu PASSADO....
é...
O tenebroso passado...
Não tinha entendido algo que a Tais Morais havia me dito há muito tempo atrás...
Conselho : - " nunca deixe o seu atual saber do seu passado" ( me disse rasgando várias fotos)

Fiquei meio perdida, pois normalmente tenho amizade com meus ex namorados.
Mas de forma saudável claro!... (com o ex marido que não quero contato ou notícia... nunca mais!!)
Mas especialmente nesta semana, entendi o que ela desejou me passar com isso.
Meu atual namorado, noivo e companheiro... e dentro de 6 meses marido de papel passado, resolve dar chilique por "de cujus" existentes em minha vida.
Para quem não sabe, "de cujus" é a figura morta, falecido, presunto.
Eii.... allowwwww....
se é passado é porque acabou, mas não impede de ter uma amizade!!!
Assim fica parecendo que não há confiança em mim...
Ahhhh me poupe querido!!
Não se é drama ou um enredo para comédia...
Juro, tem hora que no meio da crise de ciúmes tenho vontade de cair na gargalhada....
Ocorre por coisas tão banais...
Passei a semana cantando aquela música de ciúmes do Ultraje a Rigor...
“Mas eu me mordo de ciúme
Mas eu me mordo de ciúme”
Ohhh e agora???
Ciúmes é seu sobrenome....
O problema é que o ciúme corroí...
Não pode ser demasiadamente forte.
Não podemos esquecer que quem sofre mais é quem sente o ciúmes...
O que fazer nesses momentos?
Um bom dialogo pode resolver...mas uma boa paulada na cabeça também.
Entretanto, querer prender em uma redoma a pessoa objeto do ciumes só piora aos coisas.
AAHHHHHH... eu grito!
Ciumes tempera, apimenta... mas se não for na quantidade certa... acaba com qualquer casal.
Entendo as razões que o levam ao ciumes... só não as aceito.
Quem procura chifre em cabeça de baleia acha... se não acha inventa....
Então...
acho que está na hora de uma batalha interna no intuito de acabar com o ciúmes...
Enquanto isso... continuo cantando...

"Eu quero levar uma vida moderninha...
Não ser machista e não bancar o possessivo
Ser mais seguro e não ser tão impulsivo

Mas eu me mordo de ciúme
Mas eu me mordo de ciúme

Meu bem me deixa sempre muito à vontade
Ela me diz que é muito bom ter liberdade
Que não há mal nenhum em ter outra amizade
E que brigar por isso é muita crueldade..."

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

certeza de você

quem sabe?
em qual momento aconteceu?
quando aconteceu?
porque aconteceu?
Nenhuma dessas perguntas importa.
Não há necessidade de saber quando, porque ou onde?
A única coisa necessária a tudo isso é a certeza de seguir em frente!
A única coisa que importa é a certeza de estar com você.

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

a busca da aliança parte I

Quando começamos um relacionamento é tudo ótimo...
Paquera, namoro ... daí seguimos para aquela fase do morar juntos....
Por enquanto está tudo tranquilo.
Aí vem a oficialização de tudo...
Dá-se início então, a correria... olhar imóvel maior do que o que residimos no momento, procurar local para casar, orçar a festa, ver o vestido de noiva, lua de mel e a tão esperada aliança....
O motivo de tanta dor de cabeça!

“A Aliança é um anel usado para simbolizar um compromisso e a união afetiva entre duas pessoas, em noivados e cerimônias de casamento.
Esse anel, aliança, surgiu entre os gregos e os romanos, provavelmente vindo de um costume hindu de usar um anel para simbolizar o casamento. Os romanos acreditavam que no quarto dedo da mão esquerda passava uma veia (veia d'amore) que estava diretamente ligada ao coração, costume carregado culturalmente até os dias de hoje.
No início a aliança era tida como um certificado de propriedade da noiva, ou de compra da noiva, indicando que a mesma não estava mais apta a outros pretendentes. A partir do século IX, a igreja cristã adotou a aliança como um símbolo de união e fidelidade entre casais cristãos.”

Explico:
Ele não era adepto de nada disso. E muito menos pensava em usar uma aliança.
Acho que resolveu seguir o significado de que quem usa aliança não está disponível, está fora do mercado!
kkkkk ... (precaução não??!!)
Batendo pernas pela cidade vimos milhares de modelos. Dos mais simples aos mais sofisticados.
Dos mais bregas aos mais estilosos. Chegamos a conclusão que o tradicional é o mais bonito.
Agora vem o problema de espessura e gravação interna...
Tamanho, abaloada, quadrada, fosca brilhosa... e mais e mais detalhes.
Tudo bem, ele escolheu um bambole, parecido com aqueles anéis grossos...
Será que vou conseguir ficar com os dedos unidos? kkkkkkkkk
Já que é para usar, vamos anunciar ao mundo.... (acho que ele pensa assim)
E... quando acho que está tudo resolvido surgem novos pormenores....
AAhhhh.... quanta paciência deve-se ter para tamanha escolha...
e olha que estamos só no inicio dos preparativos.
Diante de tantas lojas e opções, optamos pela escolha via Internet, prática, sem brigas e vamos direto ao que interessa... sem rodeios e palpites de vendedores...
Entretanto, meu querido "namorido", aproveitará a ida à São Paulo para comprar as benditas alianças...
Ou seja... a peregrinação continua...
O que será que me aguarda?

domingo, 25 de setembro de 2011

o melhor pra mim... Leoni

"...A ciência confirma os fatos
Que o coração descobriu
Nos seus braços
Sempre me esqueço
De tempo, espaço e no fim...

Tudo é relativo
Quando te fazer feliz
Me faz feliz
Se a história for
Sempre assim
Melhor prá mim..."

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

juntando os panos de bunda...

“Definição: Ir morar junto com alguém, "casar".
Cuecas e Calcinhas....
os famosos panos de bunda....na mesma gaveta e varal de roupa...
É leitores... depois de indas e vindas, resolvi juntar os panos de bunda...
Depois de 3 anos de solteirice e guerra, me rendo... me entrego...
Chegou a hora de unir as escovas de dentes.
É assustador pensar no que me espera... apesar de não ser novidade. Já fui casada. A vida conjugal tem altos e baixos.
Mas nesse momento, penso no que será diferente.
Hoje em dia é tão comum ver casais morando juntos, e você pergunta na maior ingenuidade:
"estão casados?
Não exatamente ... é o famoso teste drive, sem tanta pressão.
Não é necessário ficarmos enrolando e até mesmo querendo fazer bonito para sociedade.
Por que perder tempo, ao nos encontramos o amor veio na mesma intensidade do tempo perdido em nossa jornada... era imediato, era enorme e não queríamos perder mais nem um segundo, porque cada segundo longe era tempo demais pra quem já perdeu exatamente 3 anos com tantos sapos...
Ele já percebeu vários de meus defeitos e minhas qualidades...
e eu já percebi deveras seu jeito de gostar de ser mimado (hi hi hi)... seu dengo e sua moleza para dor, até mesmo para (ecaa) espremer uma simples espinha, ou tirar um pelo encravado! Como reclama!!!!!
(Homem é muito mole para dor... vai passar por tudo que nós mulheres passamos em prol da beleza!)
Ele gosta de deixar as coisas espalhadas e eu de ouvir música alta.
Gosto de requeijão e ele de geléia de pimenta.
Gosto de comida chinesa e ele de japonesa.
Gosto de pão francês com queijo e ele de pão integral.
Gosto de suco de caixinha e ele de colocar água para ficar mais fraco.
Gosto de séries de TV policiais e ele de documentários de viagens.
Gosto de cantar e balançar os dedinhos no carro, ele olha com cara de desconfiado.
Gosto de acordar cedo e ficar brincando, ele gosta de se esconder debaixo do travesseiro.
Acordo e coloco a TV no VH1 para me arrumar ouvindo música e ele coloca no jornal....
Não sou nada discreta com estampas coloridas nas roupas e ele mais tradicional.
Sou friorenta e ele calorento.
São diferenças que nos complementam.
Sei que terei que constantemente chamar o marido de aluguel porque habilidade para consertar a casa falta, mas para bagunçar.... ai ai ai.... isso sobra...
Sabemos aonde aperta o sapato, já fizemos sua lista de "calos"...
e mesmo assim estamos dispostos a seguir juntos.
Na verdade, já quase que estamos com os panos de bunda agarrados...
só que minhas coisas não cabem no “cafofo”...  fico mais da no apartamento do que na minha casa...
Será que ainda lembro como chegar lá?
Teremos de providenciar mudanças.
Agora é que são elas !!!
Até porque, se queremos passar o resto da vida juntos, essa etapa é só uma prévia do que vem por aí !!!
É a vida que se segue!
Mesmo sabendo que a vida conjugal é multifacetada, estamos dispostos a ser felizes e seguir juntos.
Juntando os trapos, compartilhando insegurança, conciliando propósitos, quebrando um galho, ou, como no nosso caso, por amor verdadeiro.
Ou seja... Olá vida conjugal....  cheguei e me joguei... me segura!!!

for you...

Everything
Alanis Morissette

I can be an asshole of the grandest kind
I can withhold like it's going out of style
I can be the moodiest baby and you've never met anyone
Who is as negative as I am sometimes
I am the wisest woman you've ever met
I am the kindest soul with whom you've connected
I have the bravest heart that you've ever seen
And you've never met anyone
Who is as positive as I am sometimes
You see everything
You see every part
You see all my light
And you love my dark
You dig everything
Of which I'm ashamed
There's not anything to which you can't relate
And you're still here

I blame everyone else not my own partaking
My passive aggressiveness can be devastating
I'm terrified and mistrusting
And you've never met anyone
Who is as closed down as I am sometimes

You see everything
You see every part
You see all my light
And you love my dark
You dig everything
Of which I'm ashamed
There's not anything to which you can't relate
And you're still here

What I resist persists and speaks louder than I know
What I resist you love no matter how low or high I go

I'm the funniest woman that you've ever known
I am the dullest woman that you've ever known
I'm the most gorgeous woman that you've ever known
And you've never met anyone
Who is as everything as I am sometimes

You see everything
You see every part
You see all my light
And you love my dark
You dig everything
Of which I'm ashamed
There's not anything to which you can't relate
And you're still here

And You're still here...

terça-feira, 13 de setembro de 2011

muitas informações.... algumas confusões...

Ando um pouco perdida e absorta em meus pensamentos.

Deveras informações confundem minhas idéias que antes eram pura certeza.
Demasiadamente me pego imaginando coisas nas quais sempre tentei fugir, correr... escapar
Será que toda esta confusão irá acabar?
Talvez sim, talvez não, apenas o tempo me irá dizer.
Perco-me nas palavras...
Encontro-me no olhar do companheiro...
Mas mesmo assim ainda não estou sendo eu.
Acabo por perder um pouco da ingenuidade.
Acabo de ganhar mais uma dose de realidade.
Será que estou vivendo um caos?
Acredito que a palavra que mais venha a definir o que necessito seja: continuar
A vida tem que ser assim… dinâmica
Permanecem sempre estranhezas, que jamais serão entendidas, compreendidas e ate mesmo aceitas.
Sempre resistentes a pensamentos, momentos e tudo que é contrario á sua concepção...
Tais episódios não serão apagados e não podem ser repreendidos.
Na minha abstração do ser incompreendido, me abstraio.
De forma contemplativa vou tentando assimilar fatos, sentimentos, dúvidas e certezas.
E afirmo....a única certeza que tenho é a de estar ao seu lado,
mesmo que ensimesmada em pensamentos e com o olhar perdido no seu semblante.

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

penso...

e logo sorrio...
e logo me aprovo...
e logo recrimino...

Penso....
e logo me desatino....
e logo me descubro...
e logo me perco...

Penso...
e logo desisto...
e logo desaspapeço...
e logo enlouqueço!

terça-feira, 30 de agosto de 2011

não tente me entender...apenas me aceite!

                              o que você abriria mão para entender a cabeça de uma mulher?


a fórmula do amor...



"...Mantenho o passo alguém me vê
Nada acontece, não sei porque
Se eu não perdi nenhum detalhe
Onde foi que eu errei
Ainda encontro a fórmula do amor..."
 ( A fórmula do Amor - Kid Abelha e Leo Jaime)



Acredito que um dia todos já cantaram essa música...
Mas será que existe formula do amor?
Tenho como verdade que o amor é uma mistura de tudo.
Pode-se até considerar uma fórmula, mas não algo que possa medir exatamente.
O amor não é ciência.... é sentir!
Algumas pessoas tem como verdade absoluta que basta amar para se ter um relacionamento.
Eu acredito que não.
É muito mais que amor...
é pele, é tato, é sexo, é amizade, é carinho, é admiração, é respeito e muitas outras coisas.
Percebi como a vida amorosa é mistificada por muitos, e infelizmente, vivida por poucos...
Amor não pede licença para entrar.... vai arrombando portas e janelas.
Poucos se dão ao luxo de vive-lo em sua intensidade.
Eu não sei viver sem amar, sem me entregar aos braços das loucuras da paixão.
Sempre que posso me deleito em seu colo e aproveito cada segundo e momento.
Não vejo fórmulas para acontecer ou controlar.
Apenas deve-se deixar correr.
Aquele sorisso que te cativa,
aquele beijo gostoso,
aquela conversa agradável...
tudo faz parte... tudo se mistura....
quem sabe essa não é a fórmula?

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

dia dos solteiros...

Hoje é dia dos solteiros...

Já inventaram dia para tudo.
Mas eu não sabia, até agora, que havia dia comemorativo para o bloco do EU - SOZINHO!
Meu “namorido” me fez uma pergunta engraçada.

“ – Morena, não existe dia dos compromissados?”

Se partirmos para pensar, o dia dos compromissados pode ser dia dos namorados.
No dia dos namorados todos comemoram.
Namorados, casados, amantes, concubinos, companheiros.
Todos aqueles que tem alguém com quem dividir um sentimento, com quem compartilhar. 
Penso eu que a bendita data comercial 12 de junho devia ser a data do sentimento, do amor, do carinho... não uma data que visa presentes!
Ser solteiro é algo extraordinário, pois precisamos aprender a viver com nossos próprios temores e a nos deparar com nossos maiores fantasmas... as manias .
Mas não deve ser considerado como o “estado civil” mais importante da vida de uma pessoa.
O carinho, o afago, o chamego são ocorrências fabulosas. Sem grude ou melação, claro.
Mas acredito que dia dos namorados deva acontecer todo dia, para que não acabe o encanto e a magia.
Aquela atenção, a preocupação, o carinho e o olhar perdido.
Por isso, você que é solteiro festeje!
Mas não fuja da aspiração de ter alguém ao seu lado para que possa curtir todo dia o "dia dos sentimentos". E você que é compromissado, cuide... para que no próximo dia dos solterios você não se encaixe nessa data...  E como deve ocorrer a troca de presentes heim??? Olha ela divagando de novo.... kkkkk

É tão bom ter alguém...

terça-feira, 9 de agosto de 2011

é um vício?

“Vício:
s.m. Imperfeição grave; defeito: vício de formação.
Disposição habitual para certo mal; mau costume...” ( dicionário Aurélio)

Pode até ser uma disposição habitual.
Entretanto não considero um mau costume.
Costume de estar envolta por seus braços.
Costume de sentir seus lábios nos meus.
Costume de me entregar ao seu desejo...
Sim um costume bom.... um habito saudável!

Você me disse:
“acho que já esta se viciando...
...Ambos espero...” !

Será?
É um vicio?
Ou a paixão surgindo?
Quem sabe o que pode estar surgindo...
Nos apegamos, nos entregamos...
O apego é uma religião, uma doença, um vício.
Aos poucos, aquele que imaginamos ao nosso lado, vai embarcando em nós.
Sempre deixamos a hesitações, resistências darem os primeiros passos e impressões. Até que em certos momentos esquecemos dessas funções.

Notamos a existência de um Alien dentro de nós.
Um sentimento sem dono, que vai ocupado e se espalhando de forma abusiva em nosso sistema, em nosso organismo provocando sensações e descobertas.
Em certos momentos paramos de brigar e ficamos complacentes com aquele invasor e
passamos a alimentá-lo.
São pequenas pílulas que nos movem...
que a cada dia, gota a gota nos embriaga... nos apodera, nos domina...
Consequentemente começamos a ver o mundo com outros olhos, novos horizontes se abrem e percebemos o que já não acreditávamos existir... a paixão, o amor e a vontade de que dois se tornem um.
Que bom não termos  que padecer a nós mesmos somente no nosso isolamento, temos sempre que estar fartos de tanta independência de oscilação.
O encanto recorrente do vicio da entrega sempre aparece, deve ter conseqüência soporíficas, anestesiantes em  nosso cérebro.
É ... acho que estamos nos viciando.... ou melhor.... quem sabe... nos apaixonando....
só o tempo poderá essa dúvida sanar!... deixe-o então... reinar e suas descisões tomar.

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

então, agora é a hora de deixar me prender....

ficamos de olhos vendados para a vida constantemente...
fixamos o olhar em um único ponto.
e com isso impedimos que muita coisa aconteça.
coisas boas e verdadeiras.
como o que vem acontecendo...
há exatamente 15 dias, minha vida ficou de ponta cabeça.
mas de uma maneira gostosa.
sentimentos,
alegrias,
sorrisos....
contato,
tato,
olfato...
parece que esperava por isso, mas sem saber que podia acontecer...
mas ali estava... esperando somente meu desapego para poder chegar e BUMMMM... acontecer.
posso estar divagando....sonhando ou até imaginando...
em um dialogo nos braços da madrugada, concordamos que as coisas estão acontecendo muito depressa...
mas mesmo com esse pensamento eu escutei: " acostume-se, na minha vida as coisas acontecem rápido." com olhinhos arregalados fiquei.... mas a voz branda me disse:
"morena... não se assuste....
apenas sou decidido e o que quero eu faço acontecer..."
como um gatinho amuado fiquei... toda a conversa ronda minha cabeça...
começo a pensar em possibilidades,
algumas que estavam adormecidas e que nem esperava que surgissem agora...
realmente as coisas estão acontecendo....
mas sem percebermos.... sem programarmos...
nós serem humanos esperamos demais, pensamos demasiadamente em excesso, analisamos hipóteses...
esquecemos de viver, de agarrar aquilo que estava ali, próximo e ao nosso alcance....
acontece... que em uma dessas, as pessoas perdem.
eu perco, você perde, qualquer um perde....
mas inevitavelmente em algum momento ganha-se algo...
e eu ganhei.... quando menos esperei... quando menos imaginei... quando menos desejei...
então? a única coisa a fazer é viver...
já escorreguei pelos dedos das mãos de quem me teve fácil e não foi capaz de cuidar....
então, agora é a hora de deixar me prender...

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

será que devo?

logo cedo, ao abrir meu olhos percebi que não estava na minha alcova....
de imediato abri um sorriso ao ver seus braços em volta de mim.
seu corpo colado ao meu, como se isso fosse um costume antigo. 
o bom dia com um beijo...
o sorriso escondido no seu abraço...
a conversa pela manhã...
a despedida para o trabalho...
e tendo passado os primeiros momentos do cotidiano,
perceber seu cheiro, seu perfume impregnado em minha roupa....
me fazendo passar o dia com cara de boba...
lembrando que estou a um passo de me apaixonar.
disseram-me " se joga"....
eu pergunto: será que devo?

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

de alma aberta e o coração cantando

e o que o fim do dia aguarda para mim?
não sei....
e meu coração?? 
que bate sem parar, descompassado, assustado...
mas mesmo assim está feliz...
feliz por encontrar a paz que tanto procurava,
feliz pela simplicidade de viver.
meu coração esta pulsando forte de felicidade
sei que estou vivendo e não apenas existindo.
e é dentro do coração que o céu começa,
de alma aberta e o coração cantando.

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

é...

é existem outras vidas,
novos lugares,
novas pessoas,
novos acontecimentos...
tudo depende do tempo e da intensidade que deseja a mudança...
tudo requer vontade para que aconteça.
e principalmente deixar de fora o medo...
para que as coisas possam se concretizar...
desapegue-se do passado...
agarre-se no presente.
Deixe a vida te levar....

domingo, 31 de julho de 2011

sexta-feira, 29 de julho de 2011

ahhh morena...

De repente você apareceu...
chegou do nada apenas com um sorriso sedutor e um brilho no olhar,
com um jeito faceiro, começou a me analisar.
Ahh morena...
Como não me encantar...
Com lábios cor de carmim, sorriso cativante e com perfume inebriante.
Acabou por si só por despir-me de meus medos e receios.
Morena sedutora que fez meu corpo arrepiar,
Morena encantadora
Que vives a tentar-me com a cobiça
E faze-me ansiar por seu beijo.
Curvas sedutoras...
Morena dos cabelos cacheados, soltos ao ar, com olhos de luar
Linda morena cobriu-me com seu manto de amor
Como a noite com sua ternura beijam o dia
Deitar-me ei em seu colo e terei os afagos em meu cabelo
Se dormir com seu carinho acorda-me com teu beijo...
Posso considerar-me um homem realizado se isso for consumado.
Linda morena...
Deixe eu te encontrar e te mostrar o que anseio e desejo.
Bela morena...
Sem medo e sem reservas deixe as coisas caminharem
Os cacos existentes em seu delicado coração pretendo colar
Para assim, dentro dele, ficar e fazer minha morada.
Doce morena...
Não me deixe a te esperar.
Tenho a singela esperança que nosso momento há de chegar,
E que este não vai demorar.
Pois o que mais almejo é nos seus braços estar.

segunda-feira, 25 de julho de 2011

...

"Ela é intensa e tem mania de sentir por completo, de amar por completo e de ser por completo.  Dentro dela tem um coração bobo, que é sempre capaz de amar e de acreditar outra vez. Uma solidão de artista e um ar sensato de cientista… tem aquele gosto doce de menina romântica e aquele gosto ácido de mulher moderna." 
                                   
Caio Fernando Abreu

sexta-feira, 22 de julho de 2011

sim... penso, lembro e sinto...

pensando no passar dos dias e do tempo de que não para... 
confirmo que o que me anima são as lembranças dos bons momentos vividos e sentidos.

quarta-feira, 20 de julho de 2011

tic tac... tic tac...

o tic tac das horas é o som que me domina e me faz perder o juízo...

quarta-feira, 13 de julho de 2011

entregando-se

E ela... naquele momento de êxtase e prazer, afundou seu corpo nele o mais que pode, com toda ânsia e desejo, como se assim pudessem os dois tornar-se um, ou até mesmo ali permanecerem aprisionados no prazer.
E ele, almejando resposta aos seus receios e vontades de fugir se entregou.... esperando a cumplicidade que somente uma mulher é capaz de fazer acontecer... aconchegando, apaziguando e acalmando sua respiração, seu coração e seus pensamentos.

E assim, em um único movimento e se encaixando entre suas pernas, deslizou para dentro de seu mundo ali se entorpecendo de luxuria, se entregando ao poder e doçura da mulher que ali se encontrava sobre seu leito.
Sorrateiramente, a divertir-se em seu corpo nu, beijando-a, acariciando-a foi despindo-se de seus temores e resistências para ali, após o coito descansasse em seus braços, entregue a paz que tanto procurava.

terça-feira, 12 de julho de 2011

pergunto:

e quando você acha que coisas boas e novas irão acontecer?

segunda-feira, 11 de julho de 2011

...

Meu cupido ás vezes é ruim de mira.
Mas não estou me importando.
Só seu viver na intensidade do sentimento.
Sentir seu beijo, suas mãos, seu cheiro, sua respiração...
Sentir você é puro êxtase.
Quisera eu, poder experimentar o toque aveludado das tuas mãos,
poder acarinhar levemente seus cabelos por entre os meus dedos sempre que tivesse vontade.
Poder sentir o encostar dos teus lábios sobre os meus, quentes e delicados, como a brisa do mar, em noites quentes de verão.
Poder morder devagarzinho pequenas partes do seu corpo, e me entregar fervorosamente ao seu prazer...
Quisera eu poder ouvir seu coração acelerado , gritando uma paixão que só existiu entre nós dois, e o corpo ficou suado e o cheiro do perfume espalhado por toda a parte de seu ser.
Quisera eu escutar você dizer, que nunca mais vai me deixar, e que sou muito especial para você.
Sentir, como se fossemos uns sós corpos abraçados em grandes noites de prazer.
Quisera eu te amar e poder te ter, sempre assim pertinho de mim.
Seremos um segredo vivo e adormecido.

sexta-feira, 8 de julho de 2011

conversando I

“Qual o segredo da felicidade?

Será preciso ficar só pra se viver?
Qual o sentido da realidade?
Será preciso ficar só pra se viver?”
                                             (Kid Abelha – Grande Hotel)

Respondo veementemente que não!

E ele me pergunta:
“Não temos a chance de machucar um ao outro?”
Parei e pensei para responder.
“ Machucar podemos nos machucar com qualquer pessoa. Com qualquer fato, até mesmo ao respirar...”
Como seres humanos estamos sujeitos aos mais diversos sentimentos.
Devemos viver sem medo do que possa acontecer. Não tempos o poder de controlar certos acontecimentos ou sentimos. Acredito até que se tentarmos controlar os acontecimentos não será uma vida de verdade.
Um coração machucado por fatos anteriores, uma alma ferida sempre terá receio de tentar se entregar novamente.
Mas guarda-se não resolve nada. Outros sentimentos podem nos machucar. E o pior é que serão sentimentos oriundos da falta de viver.... e ainda por cima fúnebres.
Não podemos ter certeza que não haverá quedas, mas com certeza muitas alegrias e acertos existirão.
Ninguém está isento da dor, do tombo, do sofrer....
Mas isso vale a pena se levar em consideração o quanto é bom viver, sentir e se entregar ao luxo dos sentimentos.
Ás vezes as pessoas que amamos nos magoam, e nada podemos fazer senão continuar nossa jornada com nosso coração machucado.
Às vezes nos falta esperança.
Às vezes o amor nos machuca profundamente, e vamos nos recuperando muito lentamente dessa ferida tão dolorosa.Não deixe de acreditar no amor, mas certifique-se de estar entregando seu coração para alguém que dê valor aos mesmos sentimentos que você dá, manifeste suas idéias e planos. E assim... se jogue...
Você tem um rosto feito pra sorrir, você sabe...
Uma vergonha se você vier a desperdiçar isso.
Sou romântica, crédula e talvez insensata.
Idealizo, gosto de pequenos gestos, goste de estar junto, e acredito no que me é dito...
Insensata ?
Posso ser por me entregar fácil aos sentimentos e não me apegar as coisas ruins que cruzou o passado.
Insensata?
Por acreditar que podemos sim nos completar e ser o que ambos procuram.
Insensata ?
Sim por querer ainda estar com você e acreditar em você.
Cada qual se entrega ao seu modo. Isso é indiferente, desde que seja verdadeiro.
Outro coração, sucumbo em batidas e assim desejo, mesmo com feridas já cicatrizadas, viver novamente, continuar aquilo que foi interrompido.
Acredite... vale a pena mudar, alterar certos conceitos para poder viver...

“MUDANÇA
( Clarisse Lispector).

Sente-se em outra cadeira, no outro lado da mesa. Mais tarde, mude de mesa.
Quando sair, procure andar pelo outro lado da rua.....
...Mude.
Lembre-se de que a Vida é uma só.
...Se você não encontrar razões para ser livre, invente-as.
Seja criativo.
E aproveite para fazer uma viagem despretensiosa, longa, se possível sem destino.
Experimente coisas novas.
Troque novamente. Mude, de novo. Experimente outra vez.
Você certamente conhecerá coisas melhores e coisas piores do que as já conhecidas, mas não é isso o que importa.
O mais importante é a mudança, o movimento, o dinamismo, a energia. Só o que está morto não muda !
Repito por pura alegria de viver: a salvação é pelo risco, sem o qual a vida não vale a pena!....”

quinta-feira, 7 de julho de 2011

coisas boas para dar sorte...

Uma coisa eu tenho certeza, existem coisas na vida que não custa nada sempre fazer:
Jogar sempre sal sobre seu ombro esquerdo,
ter alecrim no seu jardim,
plantar alfazema para dar sorte
e apaixonar-se sempre que puder...

terça-feira, 5 de julho de 2011

nada na vida é imutável

Comecei o dia pensando na frase título do post.
As coisas mudam, pessoas se transformam e aprendem.
Ninguém tem bola de cristal para saber o que virá...
sabemos somente que não será igual ao que passou.
é necessário parar de fugir, correr...
parar de se degladiar com desejos...
se minha boca é um imã para você,
se meu cheiro te perturba,
se minha pele te provoca....
não lute...
não brigue...
não evite...
se entregue,
se jogue...
e arrisque a saber o pode acontecer.
não podemos controlar o futuro...
o passado já foi vivido...os cacos serão remendados.
o presente é o que nos resta!
Sinta-se vivo!
Não faça do meu beijo sua esmola.
Não faço do calor do meu corpo uma migalha.
Aproveite, deleite-se e deixe o coração bater...
O corpo clama por desejo, por luxúria, por cumplicidade.
Já sucumbi a periferia dos desejos, já cedi aos seus encantos.
Incauto, já deliciou-se nas curvas voluptuosas de meu corpo.
Não há mais o que temer...
Venha viver!

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Frase do dia

"A paz da consciência é o maior de todos os dons.
Uma pessoa com a consciência limpa não tem motivos para temer os espectros."
Lin Yutang

Estou com minha consciência limpa.

Arte de amar

"Se queres sentir a felicidade de amar, esquece a tua alma.
A alma é que estraga o amor.
Só em Deus ela pode encontrar satisfação.
Não noutra alma.
Só em Deus - ou fora do mundo.
As almas são incomunicáveis.
Deixa o teu corpo entender-se com outro corpo.
Porque os corpos se entendem, mas as almas não."

Manuel Bandeira



mentira...

Já perdoei muitas coisas na minha vida.
Traição, falta de caráter, rancores, perdas patrimoniais e etc...
Mas mentira....
Mentira é uma coisa que não sei lidar, perdoar ou esquecer.
A incompetência da Mentira propagara-se ligeiramente no mundo da utopia, combinando ilusões com fantasia numa progressão infinitamente oca de verdade.  Com um sorriso seco e melindroso engolimos o que dizemos tentando acreditar em nossa prórpia história mentirosa.
O engraçado que a verdade se torna fraca e obsoleta diante da magnitude e grandeza de uma mentira. Sim, grandeza porque a cada momento a mentira infla e esconde o que antes estava á olhos nus. A angústia que a verdade desvirtuar é melhor que a alegria de uma mentira.  Analisando bem, as duas são parentes em linha direta, parecem Cain e Abel. O filho bom e o filho mau. Cada um provocando sua reação diante de sua existência, de seus atos, e cada um pagando por estes.
Sendo tentadora, nos leva a imaginar o lado doce de sua existência. Mas é doce como fel.
Viver na fantasia de que a mentira melhora o cenário vivido. A mentira desencadeia vários outros pequenos enlaces solidificados em dúvidas. Torna-se a percursora de débitos e na qualidade de fiadora a Mentira é avalista instintiva de toda a ilusão criada pela metáfora da encenação calunia proferida, enquanto a verdade tenta manter suas existência em conta gota.
A Mentira, caluniosa e influente que há muito nasceu para dar lugar a uma certa aleivosia no mundo da Realidade. Incompetente, delinqüente, nascida de cabeça quente e extremamente útil, fútil e mesquinha. Nascida de um deslize ilícito que fornece de maneira sorrateira facilidade para disseminar falácias pela vida a fora.  A Mentira, surge do engano da Realidade que, tropeçando na bondade e boa -fé, acabou juntando-se à Ilusão.
Esquece-se da honra, dos preceitos e da humildade.
Tenta-se ser o que não é, viver o que não tem e pior ainda.... Iludir as demais pessoas.
Mentira... essa arma de destruição...
Quer viver assim?
Então viva....
Mas não me ponha em seu doce mundo ilusório e teatral.

domingo, 3 de julho de 2011

um brinde ao desapego

Resolvi fazer uma faxina, tirar tudo o que não serve mais (sentimentos, momentos, pessoas) colocar em uma caixa e jogar fora. Para seguir em frente devemos deixar o passado para trás. Nada guardado em caixas, em gavetas ou no meu coração. 
Chega um dia em que se não deixarmos tudo para trás não vamos à diante. Desapego é a palavra de ordem. Façamos um brinde!

sábado, 2 de julho de 2011

Só Pro Meu Prazer - Leoni

"Não fala nada
Deixa tudo assim por mim
Eu não me importo
Se nós não somos bem assim
É tudo real as minhas mentiras
E assim não faz mal
E assim não me faz mal não
Noite e dia se completam
O nosso amor e ódio eterno
Eu te imagino, eu te conserto
Eu faço a cena que eu quiser
Eu tiro a roupa pra você
Minha maior ficção de amor
Eu te recriei, só pro meu prazer
Só pro meu prazer
Não vem agora com essas insinuações
Dos seus defeitos ou de algum medo normal
Será que você, não é nada que eu penso
Também se não for
Não me faz mal
Não me faz mal não...
Noite e dia se completam
O nosso amor e ódio eterno
Eu te imagino, eu te conserto
Eu faço a cena que eu quiser
Eu tiro a roupa pra você
Minha maior ficção de amor
Eu te recriei, só pro meu prazer
Noite e dia se completam
O nosso amor e ódio eterno
Eu te imagino, eu te conserto
Eu faço a cena que eu quiser
Eu tiro a roupa pra você
Minha maior ficção de amor
Eu te recriei, só pro meu prazer
Só pro meu prazer..."

quinta-feira, 30 de junho de 2011

aventura para mim...

"Aventura não é pular de bungee jumping.
Escalar montanhas gigantes.
Viajar pelo mundo de mochila nas costas.
Aventura não é andar de jangada em mar aberto.
Aventura (pra mim) é te ver.
Te beijar.
Ler no seu corpo palavras perdidas.
Sentir seu cheiro e não perder o ar.
É ouvir. Te ter. E ainda sobreviver..."
                                                                              (coração na boca)

o silêncio, sentimentos e o querer....

Disseram-me que tenho que aprender a não falar.
Não falar de amor?
Não falar de sentimentos?
Não falar do sinto por você?
Não querer me expressar para você?
Terei de aprender a deixar permanecer o silêncio, os versos ausentes.
Dever ser bom ficar em silêncio
Deixar o amor governar na calma e sossego....
È a lembrança, a nostalgia da saudade que homilia assim, sem ruídos...
Neste silenciar em que eu desvendo meus pensamentos e sentimentos,
noto o quanto é bom ficar junto a ti. O quanto me enganei achando que não sinto falta e superei.
Porque teima e fugir? Porque corre assim?
Não consigo negar...
Ainda estás em minha mente, em meu corpo, em meu coração.
Coração, esse músculo burro...
Que teima em guardar em seu interior sentimentos,
amores, paixões e no seu silêncio padece.
Ás vezes acelerado em sua arritmia, outras apertado por saudade,
e na maioria das vezes suspirando de paixão.
Silêncio nas palavras...
Mas em meu coração e olhos pode-se traduzir tudo que as palavras não informam.
Será que o silêncio me bastará?
Será que o silêncio nos bastará?
Mesmo no silêncio te digo de outras formas o que quero...
A alma no silêncio das palavras... mas não nos sentimentos.
E deixo os meus rastros, para que venha ao encalço de seus desejos, mesmo que sorrateiramente, na calada do anoitecer, desvendando em cada suspiro, em cada beijo, em casa toque minha ânsia de luxuria.
E em cada movimento meu em silêncio, expresso a você na intenção que perceba que é seu corpo que almejo, que quero, que desejo, na loucura ardente dos meus sentimentos.



...“E que a minha loucura seja perdoada
Porque metade de mim é amor
E a outra metade também.”...

pílula vermelhal!

* texto disponível no blog do Agamenon Errou (mas achei perfeito para mim e os meus últimos acontecimentos)

"Olha! Se você me perguntar por que estou triste hoje, eu até posso te responder. Mas respostas não são remédios que a gente toma pra acabar com uma tristeza ou dor. Então posso te dizer que: se te responder agora porque estou triste, minha tristeza não desaparecerá. Não é grosseria não - de minha parte, você merece essa resposta. Mas é que eu me engano pra sarar essa dor. Tomo um placebo e acredito que me fará bem. Quando procuramos respostas, queremos que elas resolvam nosso problema.
No meu caso, a resposta pode fazer com que as coisas fujam ao meu controle.
Você até pode saber o porque e mesmo assim não faria nenhuma diferença dentro de mim.
Parece que o que nos mata não são as respostas, mas as perguntas.
Se eu me perguntar agora por que estou triste. Minha própria resposta se voltará contra mim, e eu então terei de procurar um jeito de me curar. Como curar um sentimento? Será que é só tomar a pílula vermelha e tudo desaparecerá? Chega de tristeza, chega de saudade, chega de dor - tudo isso é aquela rua que vai descendo, descendo - e quando você chega lá embaixo quer voltar. Essa tristeza será apenas por enquanto. Por enquanto quero assim.
Por enquanto amanhã quero estar feliz. Por enquanto, daqui um tempo, só será assim!"

quarta-feira, 29 de junho de 2011

tem dias

Tem dias que a gente não quer uma vida de aventuras.
Tem dias que a gente não quer um grande amor.
Tem dias que a gente só precisa saber que existe alguém do nosso lado,  pro que der e vier.
Alguém que vai te dizer "não" e vai dizer que você está errado.
Alguém que vai se oferecer pra fugir com você e pra te abraçar quando você chorar.
Tem dias que somente queremos colo e nada mais.
Sem palavras, sem sermões...
somente um colo e o silêncio. 

terça-feira, 28 de junho de 2011

De ontem em diante - O Teatro Mágico

"De ontem em diante serei o que sou no instante agora
Onde ontem, hoje e amanhã são a mesma coisa
Sem a idéia ilusória de que o dia, a noite e a madrugada
são coisas distintas
Separadas pelo canto de um galo velho
Eu apóstolo contigo que não sabes do evangelho
Do versículo e da profecia
Quem surgiu primeiro? o antes, o outrora, a noite ou o dia?
Minha vida inteira é meu dia inteiro
Meus dilúvios imaginários ainda faço no chuveiro!
...
E se antes, um pedaço de maçã
Hoje quero a fruta inteira
E da fruta tiro a polpa... da puta tiro a roupa
Da luta não me retiro
Me atiro do alto e que me atirem no peito
Da luta não me retiro...
Todo dia de manhã é nostalgia das besteiras que fizemos ontem..."

segunda-feira, 27 de junho de 2011

voltar ao passado



"E se procurarem saber porque é que todas as imaginações humanas, frescas ou murchas, tristes ou alegres, se voltam para o passado, curiosas de nele penetrarem, acharão sem dúvida que o passado é o nosso único passeio e o único lugar onde possamos escapar dos nossos aborrecimentos quotidianos, das nossas misérias, de nós mesmos. O presente é turvo e árido, o futuro está oculto."
Anatole France, in 'A Vida em Flor'



Porque as pessoas tentam voltar ao passado?
Sim... voltar ao passado.
A possibilidade de voltar ao passado me encanta ao mesmo tempo em que me assustava.
Um amigo que amo de paixão me disse que pretende voltar com sua ex namorada.
Fiquei a pensar....
Ele tem um pouco de razão no que diz, porque se formos olhar já conhecemos a personalidade da pessoa,
manias, defeitos e qualidades.
Realmente, somente o passado é palpável sob o ponto de vista das emoções : da dores sentidas e das alegrias vividas.
Torna-se mais fácil viver ao lado de quem já sabemos o que esperar.
Já sabemos de seus problemas e como administrar!
Mas será que não é tão somente comodidade?
Isso deve ser bem analisado.
Ao meu ver é necessário ter mais que isso.
É necessário ter sentimentos.
Gostar, ter carinho, sentir tesão e desejo.
Se isso existir... ótimo... encare o passado.
Mas deixe as falhas lá atrás...
Faça um novo presente, escreva uma nova história.
Tropece em novos erros,
cometa novos acertos,
descubra novos contos a serem vividos.
Perdemos o presente por medo de erros do passado.
Ninguém garante que será perfeito.
Mas os mesmos erros não irão ocorrer.
Mas o passado não permanece.
O futuro além disso não existe.
Só o presente é legítimo, é concreto, é possível de mudar, de interferir, de aprumar o que está torto.
E é nesse tempo que devo redimir minha culpabilidade de ontem e edificar meu mundo de amanhã.
Mesmo que prosseguia a angústia de erros anteriores, tenho que me esforçar para não repeti-los hoje e fazer alguma coisa para sarar as feridas que fiz.
Só o hoje existe.
Só ele me pertence.
Apesar de saber disso eu desejaria, ainda que uma única vez na vida, voltar uns segundos e não tomar uma atitudes que hoje me deixa com remorso e profundamente arrependida.
Fico feliz pela coragem desse meu amigo...
Encarar o passado, pois não o esquece e apesar da dor vivida as alegrias foram maiores, e seus sentimentos são verdadeiros e presentes. Gostaria que mais pessoas pensassem assim!

quinta-feira, 23 de junho de 2011

sede

seu toque
seu beijo
seu cheiro
só me fizeram querer mais.
assim como você a vontade domina meu corpo.
lembro de sua anatomia
de seus movimentos
de sua respiração.
lembranças boas ficam
novas podem ser geradas
na verdade...quero saciar a sede que se instaurou em meu corpo.

terça-feira, 21 de junho de 2011

Misantropria... egoísmo e afins...

Ontem, ao deitar no meu leito, fiquei a pensar em como as pessoas se relacionam hoje em dia. O medo de viver uma paixão, de se entregar á outra pessoa. O receio de compartilhar, de se abrir com alguém. Lembrei de algo que me disseram uma vez:
"A culpa foi minha, sofro de misantropismo.”
O individuo que me disse isso, talvez sofresse mesmo dessa enfermidade, ou por outro lado queria justificar a covardia de não encarar a vida de verdade, responsabilidades de uma vida á dois e etc...

Explico:
"O misantropo é uma pessoa que tem aversão ao convívio social, adora viver em isolamento. Aquele que não mostra preocupação em se dar com as outras pessoas, de ter uma vida social preenchida - tendência a ter uma pouca ou praticamente inexistente vida social. É Um estado de reclusão que alguns indivíduos escolhem para viver. É muito importante salientar que o Misantropo tem dificuldades em assumir essas características tanto para si mesmo quanto para as pessoas mais próximas. Raros são os casos em que eles refletem acerca da possibilidade da Misantropia ser integrante real das suas vidas, costumando negar a existência desta em todos os casos." (fonte: Wikipédia).

Essa característica de aversão à humanidade clinicamente diagnosticada é refugio para muitos. Sim, refugio!Muitos se utilizam desse artifício para esconder a preguiça de tentar se relacionar. As pessoas hoje em dia estão egoístas e é infindável o abismo que existe entre algumas pessoas. Muitas dizem que não tem paciência para aprender a dividir novamente. Ou que é melhor estar sozinho. Mas será mesmo isso?
Ou não será somente a preguiça de se abrir para alguém.A solidão só é boa quando visitante, como hospede esporádica. Como moradora é algo assustador.
Me perguntam se teria coragem de passar por tudo que passei novamente, se tenho vontade de casar de novo. Respondo de imediato: Sim quero me aninhar. Não tenho medo de sofrer ou tentar novamente.
Muitos dizem que são experientes e cultos. Mas na verdade nada sabem. Porque? Porque tem medo de viver. Não tem coragem de enfrentar a vida. De desvendar novos mundos e sentidos.
Para adquirir experiências é necessário viver.
Quem foge da dor, do sofrimento, da alegria e do amor realmente está fadado a viver como eremita.
Ironia da vida as coisas que nos acontecem.
Amores platónicos, amores malucos, paixões avassaladoras, mas tudo real, tão real que a dor por momentos passa a ser física.
As pessoas colocam na cabeça que tem que fazer as outras felizes e completas. Não se pode fazer outra pessoa feliz. Pode-se, sim, colaborar com ela na construção de sua própria felicidade. Não se dá o que é inalienável, inseparável, intransferível.
Não podemos nos prender a essa obrigação de felicidade alheia.
Devemos viver, estar junto, apoiar, compartilhar....
É utópico? Sim um pouco, pois é raro um ser humano que deseje isso.
É tão mais fácil cada um na sua casa...
Depois do sexo toma-se banho, coloca a roupa e segue para sua morada sem se preocupar com mais nada. Somente em si mesmo. Necessidades carnais sanadas, nada mais nos prende ao outro.
Esquecem-se que a melhor sensação não é de ser cuidado, e sim de perceber que você pode ser cuidado se for preciso. E é essa segurança que nos faz viver melhor, de maneira mais humana e amorosa. Sinto mais prazer em ver quem está comigo bem e feliz do que eu estar aninhada em seu colo.
Não quero dizer o que é certo ou errado.Muito menos emitir parecer de juízo.
Nem fazer auto-promoção ou discutir o egoísmo.
Tão somente escrevo que hoje é difícil compreender o ser humano.
Bicho esse que se tornou independente, egoísta e solitário.
Esse egoísmo nosso de cada dia que provoca a tão chamada solidão.
É egoísmo pensar somente em nós próprios como centro do mundo.
É egoísmo construir um mundo fechado que nos isola das oportunidades que a vida pode oferecer.
Não falta quem pergunte o porque do ególatra.
Do porque de sua existência e o porque deixamos ele tomar conta de nós.
Ele pode ser considerado um frio que vem de dentro. Mas que eu quero extinguir.
Sou o avesso do misantropo.
Quero esquecer o salto alto do egoísmo.
Quero viver intensamente... compartilhar, dividir... ser dois...
Será isso um delírio?