"Nestas impressões sem nexo, nem desejo de nexo, narro indiferentemente a minha autobiografia sem fatos, a minha historia sem vida. São as minhas confissões, e, se nelas nada digo, é que nada tenho que dizer." Bernardo Soares

Aviso das Imagens

P.S. informo que todas as imagens aqui postadas foram retiradas da net, caso sejam de sua autoria por favor informe que darei os devidos créditos e caso não deseje a postagem a mesma será retirada.

terça-feira, 4 de maio de 2010

tento acreditar...


Nem tudo são flores,
mas de tudo podemos começar um jardim.
Nossos sonhos, parecem castelos de areia,
frágeis, desabam e desmoronam com o vento.
Nossos amores, que se dizem eternos,
não passam de palavras que se vão com tempo.
Mas em momento algum devemos nos
arrepender do que vivemos.
Pois, se isso acontecer,
ficará apenas o pensamento do
tempo perdido...
Quero plantar um novo jardim.
Tento acreditar que não foi um castelo que desmoronou,
tento acreditar que o amor foi verdadeiro,
tento não deixar as palavras fugirem....
Em vão minhas tentativas...
no momento... em nada acredito... e apenas desejo,
distância de um mundo de conta de fadas que jamais
existiu... nem mesmo nas páginas de um livro!


"(...) Mas não me importo. Não me iludo mais com promessas fáceis de amores eternos.
A vida me mostrou, vez após vez, que nada do que vem correndo acaba por sossegar e se manter parado. Não existe essa possibilidade de amor sem história, sem derrotas, sem sangue pisado no coração, sem garganta trancada e nariz entupido de tanto chorar.
Amar não é só bonito e, pra ser hora ou outra, é feio demais no caminho..."

- Rani Ghazzao

3 comentários:

Ana Caroline disse...

Muito fofuxo.....adorEi!!

Maldito Diário disse...

Então tá! Mandarei uma gota de meu sangue para selarmos o acontecido!
Ontem foi ótimo, perfeito!!!!!

Bjs!

Alexandre Costa disse...

Acredite. Aceite. Viva. Porque "só existem dois dias no ano que nada pode ser feito. Um se chama ontem e o outro se chama amanhã, portanto hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e principalmente viver."