"Nestas impressões sem nexo, nem desejo de nexo, narro indiferentemente a minha autobiografia sem fatos, a minha historia sem vida. São as minhas confissões, e, se nelas nada digo, é que nada tenho que dizer." Bernardo Soares

Aviso das Imagens

P.S. informo que todas as imagens aqui postadas foram retiradas da net, caso sejam de sua autoria por favor informe que darei os devidos créditos e caso não deseje a postagem a mesma será retirada.

domingo, 2 de maio de 2010

A luxuria dominou minha mente,
você distante não percebeu.
Brinco em minha cabeça com você.
Minha sensualidade o faz perder o juízo.
Te encaro com jeito moleca... mas meu olhos dizem mais...
Você, sem jeito, desvia do meu olhar...
aquele olhar que você conhece... o olhar de quem deseja...
o olhar de lasciva vontade de brincar com você,
de te ter em mim, de ter levar ao extasie total.
Você fica imaginando como arrancar minhas vestes,
como serão minhas curvas, a minha pele e o
arrepios no ventre que posso sentir ao me tocar.
Pelo seu toque, foi-se a minha inocência,
por seu desejo minha singela e inofensiva vontade foi aplacada.
Sei que sou considerada proibida...
mas não perco minha malícia.
Sua malandragem o deixa viver a doce ilusão de que pode me ter...

Um comentário:

Tati Rodrigues disse...

hahaha... gostei demasiado do texto... 'sua malandragem o deixa viver a doce ilusão de que pode me ter...'

fascinante como descreves as insinuações, provocações... muito bom!

prossigamos guria. até.