"Nestas impressões sem nexo, nem desejo de nexo, narro indiferentemente a minha autobiografia sem fatos, a minha historia sem vida. São as minhas confissões, e, se nelas nada digo, é que nada tenho que dizer." Bernardo Soares

Aviso das Imagens

P.S. informo que todas as imagens aqui postadas foram retiradas da net, caso sejam de sua autoria por favor informe que darei os devidos créditos e caso não deseje a postagem a mesma será retirada.

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Paciência...

Paciência no dicionário quer dizer:
s.f. Virtude que faz suportar com resignação a maldade, as injúrias, as importunações etc.
Perseverança, constância.
Perder a paciência, começar a não poder mais esperar, suportar ou procurar.
Revestir-se de paciência, esperar com calma.

Estou procurando ter. Mas é algo complicado quando envolve o coração.
Um dos meus principais defeitos é o imediatismo e a impulsividade.
Já fui bem pior do que sou e a vida me ensinou a mudar.

Sem grandes promessas para 2011, pretendo cada dia mais trabalhar esse meu lado.
Pelo meu coração vale a pena, e por mim também.
Não nego que esse meu músculo responsável pela distribuição sanguínea de meu corpo esteja em êxtase de sentimentos e batendo descompassado.
Mas o que me faz ficar impaciente e a falta de certeza em alguns pontos.
Não desconfio e duvido. Apenas me perco entre palavras e atitudes.
Sou transparente demais para esconder, e eletrica demais para esperar.
Mas nem tudo é do nosso jeito, á minha maneira...
Gosto de cuidar, compartilhar, dividir, apoiar...
Mas para tudo isso acontecer devo fazer minha paciência acontecer.
Serenidade deverei aprender a ter...

Um comentário:

Ranzinza disse...

Resumindo:
Viver é sofrer; pensar é enlouquecer, amar...,bem, amar é de amargar mesmo!