"Nestas impressões sem nexo, nem desejo de nexo, narro indiferentemente a minha autobiografia sem fatos, a minha historia sem vida. São as minhas confissões, e, se nelas nada digo, é que nada tenho que dizer." Bernardo Soares

Aviso das Imagens

P.S. informo que todas as imagens aqui postadas foram retiradas da net, caso sejam de sua autoria por favor informe que darei os devidos créditos e caso não deseje a postagem a mesma será retirada.

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

mate minha saudade...


A única coisa que posso dizer:
Sinto saudades de você.
Saudades de suas mãos em meus cabelos,
De sua risada contida,
As vezes solta,
De sua mania de esconder o que está comendo enquanto preparo algo,
De me olhar com cara de quem não sabe o que faz.
Sinto falta do ar gelado do ambiente,
Da água fria,
Do silencio do dia e da noite,
De te fazer cafuné,
De brincar com você!
De sentir a calmaria do local,
E mais ainda...
A saudade que mais me aperta...
É de não estar ao seu lado...
Te olhando...
E ouvindo como disse uma vez:
“olhar cheio de verdade e sentimento”

Mate minha saudade!

5 comentários:

Ranzinza disse...

Ligue para ele e diga tudo isso!

Gaby Anny disse...

se fosse fácil assim!

Ranzinza disse...

O importante é facilitar o queremos, e não compmlicar.
Vc sabe o que quer?
Está firme na certeza?
Se sim, corra atrás e segure o que "é" seu, se não, acabe com isso!
Esse "não saber" mata!Exaure! Seca a alma do sujeito em questão!
Faça dessa relação o que veterinário faria com um animal sem salvação: DÊ UM FIM DIGNO!
Basta prá mim!

Gaby Anny disse...

O fim digno já foi dado!

Selma disse...

Me parece então que você resolveu o problema que te afligia, mas também pode ter criado outro. Na maioria das vezes é assim querida, quando achamos que damos a resposta a nossas dúvidas, criamos outras maiores. Se há dúvida deves resolvê-las logo, mas se há certeza, abra seu caminho e o dele também.

Beijos