"Nestas impressões sem nexo, nem desejo de nexo, narro indiferentemente a minha autobiografia sem fatos, a minha historia sem vida. São as minhas confissões, e, se nelas nada digo, é que nada tenho que dizer." Bernardo Soares

Aviso das Imagens

P.S. informo que todas as imagens aqui postadas foram retiradas da net, caso sejam de sua autoria por favor informe que darei os devidos créditos e caso não deseje a postagem a mesma será retirada.

terça-feira, 21 de setembro de 2010

A arte de se fazer de burra ou sonsa!


Vocês já perceberam que nos mulheres temos a capacidade de nos fingir de morta para comer o cú do coveiro?
Não se assustem... é a mais pura verdade.
Engolimos desculpas e historias mirabolantes em nome do social.
O social o caral... %^#@@#$%^&*
Os homens subestimam nossa inteligência.
Ainda mais quando no caso é o famoso interesse de pegar. Acha que caímos em qualquer chocolate apresentado.
Bom... eu chocolate não serve como isca para mim... não como... kkkk me provoca enxaqueca!!! A investida tem que ser boa!!! Senão... não tem bilu teteia!!!
Outra coisa que fazemos cara de burra, jeito de cega, e ouvido de surda é nos relacionamentos que tentamos levar a sério.Para podermos manter um relacionamento verdadeiro temos que ser atrizes tem hora... ou simplesmente esquecermos de nossas convicções.
Mas acredito que eu já passei disso. Engolir as tramoias de ex mulher, e ainda por cima ver a cara de tongo mongo que o seu companheiro faz, é uma questão de sangue de barata.
Tá.. sou ex também, não fui santa... mas pelo menos não crio planos maléficos do tipo Pink e Cérebro para atrapalhar quem foi embora há quase 3 anos ( no caso dele).
Não gosto de ser levada como boneca de porcelana. E nem tenho sangue de barata.
Nós fazemos de idiota e desentendida diante de certas investidas, tudo em prol do relacionamento. Mas quando você percebe que as vezes as coisas não estão como você imaginava.
Ciumes, insegurança... e ai nos fazemos de sonsa para entender e dizer que não há nada.
PUTZ! Ficar quieta só observando enquanto podemos. NÃO DÁ NÃO!!!
Aí vem a hora de comer o c... do coveiro. O pulo da gata...
é... o que fazer... não fui criada nessa arte.
Não sou fã da arte de se fingir de burra ou sonsa...
Uma hora eu canso.
enquanto isso...
fico pensando nas possibilidades!
Quem sabe uma fugidinha para clarear as ideias!!

"O jeito é dar uma fugidinha com você
O jeito é dar uma fugida com você
Se você quer
Saber o que vai acontecer
Primeiro a gente foge
Depois a gente vê."

Santa, capetinha ou sonsa!?????

3 comentários:

Anônimo disse...

Resumindo:
O que está rolando?

Elza Magna disse...

Capetinha santa, eu diria! (Mas não leve a sério. Sou meio sonsa... rsrs)

Beijos

sandra Rosa disse...

Eu concordo que até podemos ser burras,mas não totalmente idiotas.Precisamos sim acreditar eles é que são.É assim mesmo,quando convivemos numa sociedade machista e tãofeminina ao mesmo tempo.